00:00:00
CEGO E SURDO
Desleixo que tira vida de pessoas não é fiscalizado

Cadê o MPE?

O Ministério Pública Estadual precisa acordar para o desleixo criminoso do governo de Antônio Denarium. Desleixo que deixa pessoas morrerem por falta de assistência e por negligências médicas e administrativas.

Ontem, aquele amontoado de lonas que Denarium chama de "maternidade", viveu verdadeiro caos com a chuva rasgando as lonas de péssima qualidade em instalações piores, ainda. Colocando em risco, a vida de mães e bêbes tanto pela chuva como pelo vento forte.

Esse desleixo de Denarium com a saúde pública, que o MPE, ao que parece, se faz de cego e surdo, é o mesmo com que ele tratou de construir o hospital de campanha durante a pandemia de Covid 19, em que levou quase quatro meses para aprontar uma instalação em que, em todo o país, os estados levaram menos de um mês para colocarem em funcionamento.

Esse amontoado de lonas já dura mais de um ano, e tem contrato de R$ 12 milhões, enquanto poderia, com esse valor, já ter construído uma nova maternidade.

Nas redes sociais, Denarium continua sua ladainha de se vangloriar porque paga o servidor em dia, quando se desconfia que ele pode estar usando dinheiro da saúde pública para isso, e pessoas adoecem e morrem por falta de remédios e cirurgias no HGR e na maternidade pública.



COMENTÁRIOS