00:00:00
DIA DAS MÃES
Morto não vota, não é, Denarium?

Morto não vota, não é, Denarium?

Ontem foi Dia das Mães, e deixei pra abordar hoje um fato muito triste: quantas crianças com menos de cinco e dez anos, quantos adolescentes, quantos adultos passaram ontem o primeiro ou segundo ano sem comemorar com suas mães, o dia delas, porque morreram por falta medicamentos, respiradores e leitos no HGR em 2020 e 2021 devido à Covid 19?

Quantos irmãos perderam irmãs por falta de cirurgias no HGR nesse governo de Antônio Denarium, o Antônio Dinheiro? Quantos maridos perderam as esposas por não ter medicamentos no sistema de saúde estadual? Quantos pais e quantas outras mães sentiram a dor terrível de perderem uma filha, mãe de seus netos, porque o governo não providenciou suas transfências para tratamento fora do estado?

Tenho certeza que vocês, meus amigos, também perderam alguém muito querida, seja familiar ou amiga, que era mãe, e se foi devido a essas situações de descaso de um governador que desde o primeiro dia de mandato, só dá destaque ao agronegócio porque é um ramo em que ele faz fortuna, e usa o poder de governador para melhorar ainda mais a vida dele e de amigos-sócios.

Vejam o Mafir que ele fechou para beneficiar o Frigo 10, frigorífico dele. Vejam as vicinais das fazendas dos sócios e de aliados políticos dele, como o milagreiro dos bens, Mecias de Jesus, verdadeiros tapetes, enquanto 90% das demais vicinais estão intrafegáveis.

Não se viu ou ouviu nesses dois anos, em nenhum momento, qualquer manifestação de dor, de lamento e muito menos de pedido de desculpas de Antônio Denarium, pelo atraso de quase quatro meses para entregar o Hospital de Campanha, quando mais de R$ 1 bilhão estava no cofre da Sesau, e com isso, mais de 200 vidas foram perdidas.

E ontem, Denarium sequer lembrou da dor de todos nós que não perdemos só a mãe, a irmã, a filha, a amiga, mas que perdemos, também, pais, tios, irmãos, filhos e amigos, pela sua incapacidade de governar, pela sua incapacidade de sentir qualquer coisa pelo estrago que fez e faz na vida do roraimense.

Denarium se preocupou foi em divulgar o lançamento da sua pré-candidatura à reeleição, já que morto não vota.



COMENTÁRIOS