00:00:00
VÍCIO PROCESSUAL
Corregedor Almiro Padilha aponta irregularidade em processo sem procuração assinada.

Corregedor do TJ recomenda atenção
Devido a um caso de julgamento em que a parte requerida não tomou conhecimento do processo, e um advogado se habilitou sem informar ao requerido, o corregedor do Tribunal de Justiça, desembargador Almiro Padilha, determinou aos cartórios judiciais que "somente habilitem advogados para as partes (do processo) após a conferência da regularidade do instrumento de procuração, na forma da legislação em vigor."
Almiro Padilha, ainda, decidiu que, diante da "irregularidade da habilitação do advogado", seja efetuada correção no processo frente "a existência de vício da procuração", devido à ausência de assinatura do requerido em desacordo com a lei.


Não tinha tinha dinheiro
Se alguém chamar Antônio Denarium de mentiroso ele vai ter que engolir seco e caladinho o que ao pé da questão, acaba sendo verdade. Denarium passou a campanha eleitoral toda afirmando que "dinheiro tem, o que falta é gestão". Mas não havia dinheiro. Tanto que ele só conseguiu pagar dois meses atrasados do funcionalismo e o salário de dezembro, porque Romero Jucá conseguiu, sozinho, liberar R$ 225 milhões no governo Temer. Não tinha dinheiro em caixa sequer para pagar um mês atrasado.


Especular é fácil
Quando assumiu, Denarium viu o rombo nos cofres do estado mas recebeu como orçamento extra, recursos através de emendas, convênios, e verbas emergenciais liberados pelo governo federal. Porém, na semana passada, reconheceu que tinha que remanejar dinheiro de uma finalidade para outra para completar o pagamento do funcionalismo. Especular é fácil não é, Denarium?


Suely não mentiu
Independente de dona Suely Campos ter sido a pior governante que Roraima já teve, ela não mentiu quando disse que havia rombo de caixa no governo. O acúmulo de empréstimos feitos por Anchieta Júnior, invibializaram em parte a gestão dela. A outra parte, foi incompetência pura, mesmo. Mas dinheiro, não tinha.


Maior calote eleitoral de Roraima
Daqui duas semanas, Denarium completa um ano que está no comando do estado - assumiu no início de dezembro passado como interventor - sem cumprir nem um 1/5 do que prometeu na campanha eleitoral. Pelo contrário, cortou programas que eram manditos há quase 20 anos como o Crédito Social, no maior calote que um político depois de eleito aplicou no eleitorado. Denarium deixou à míngua mais de 25 mil famílias.


Só eles se deram bem
Não à toa, com menos de três meses de governo, Denarium já era chamado nas redes sociais de "Denóquio" em alusão a Pinóquio, o boneco de madeira que quando mentia, o nariz crescia. A direfença é que na fábula o menino mente e só ele saiu prejudicado. No caso de Denarium, a mentira de que "dinheiro tem, o que falta é gestão", enganou a maioria do eleitorado, e só ele com seus amigos empresários se deram bem, em mais um caso em que a mentira prevaleceu.


COMENTÁRIOS

A PHP Error was encountered

Severity: Core Warning

Message: PHP Startup: Unable to load dynamic library '/usr/lib/php/20151012/php_gd2.dll' - /usr/lib/php/20151012/php_gd2.dll: cannot open shared object file: No such file or directory

Filename: Unknown

Line Number: 0

Backtrace: